Mangiare: espaguete para todas as horas


Se tem uma coisa que amo comer é massa. Agora, imaginem minha vida pós não poder comer glúten! Imaginem mesmo como é não poder mais ir para restaurantes italianos, os meus preferidos ever. hahaha Bom, Recife ainda não tem opções de locais que colocam a opção sem glúten (não me perguntem o porquê, também quero saber), exceto de pizzas. Por sinal, preciso fazer um post sobre a pizzaria Libório, lá tem pizza e crepe. Aguardem!

Já que não tenho muitas opções na rua e a crise tá aí batendo na porta e entrando sem medo, resolvi testar esta receita de Jamie Oliver na versão sem glúten e com baixa lactose. Fomos numa feira de orgânicos e tinha manjericão, ai facilitou a vida, mas você pode usar qualquer um fresco, o seco não dá certo.

Ingredientes

  • espaguete
  • folhas de manjericão
  • suco de 1/2 limão tahiti ou siciliano
  • 1/2 xícara de parmesão (o de verdade, não use de saco)
  • 1/2 xícara de azeite

Cozinhe o espaguete como manda as instruções da embalagem. É muito difícil dizer a quantidade, gente, mas tem dicas nesse canal aqui da Rita Lobo. Os outros ingredientes são todos para duas pessoas, ok? Enquanto o macarrão cozinha, misture num pote o azeite, suco de limão, parmesão e manjericão; pode ser o que já vai servir. Quando o macarrão cozinhar, misture com esse conteúdo e se necessário coloque um pouco da água do cozimento, no meu caso precisou. Prove e acerte o queijo, às vezes precisa mais a depender da acidez do limão. E tá pronto!

Fica muito delicioso, me surpreendeu e meu namorado também amou. Além de tudo é rápido, então, façam aí!

ps: O parmesão é um queijo de baixa lactose porque ele passa alguns meses maturando. Esse processo de maturação faz com que o açúcar (lactose) seja digerido pelas boas bactérias que fazem o queijo fermentar. Mas, quem tem intolerância severa/moderada não consegue digerir bem, afinal não tem um medidor de quantidade de lactose em cada peça de queijo, entendem? Quanto mais fortalecida sua flora intestinal, mais fácil é de digerir os queijos maturados. Conversem com seus médicos ou nutris.