Hambúrguer de grão de bico (serve até carnívoro!)


A receita de hoje é surpreendente no sabor, você aí que torce o nariz para o grão de bico ou leguminosas, pode abrir o coração para este hambúrguer. Aliás, estou chamando assim porque asso neste formato, mas podem ser bolinhos ou falafel (o nome real e árabe). Vou dizer o passo a passo, mas como todas as receitas aqui, use a imaginação e varie no tempero.

Ingredientes

  • uma xícara de grão de bico cozido (deixo de molho de um dia pro outro antes)
  • Azeite, aproximadamente 2 cs
  • Pimenta preta moída a gosto
  • 2 colheres de chá de tahine (se não tiver, pode fazer sem, mas dá um ótimo sabor e deixa mais com cara do restaurante árabe)
  • uma pitada de sal
  • um pedacinho de cebola
  • um dente de alho
  • um tanto da água do cozimento do grão

Bater tudo no mixer ou liquidificador. Você pode acrescentar coentro, é muito comum, não usei porque meu namorado odeia. Esta mesma receita rende o húmus, aquela pastinha para passar no pão, é só colocar mais água e azeite. É bem protéica por sinal!

Aí neste ponto, você pode fazer bolinhas com colheres e assar no forno ou frigideira com azeite. Ou pode colocar uma colher de sopa de farinha de arroz integral ou de grão de bico, misturar e moldar os hambúrgueres. Assei na frigideira.


IMG_1167 copy

Servi com uma salada de: rúcula, alface americana, tomate cereja, cebola roxa e cenoura ralada. E um molhinho bem prático e rápido: uma colher de sopa de tahine, pimenta do reino, azeite e shoyo macrobiótico (coloco de olho e misturo até virar um molho menos espesso). Comi no jantar, mas pode ser no almoço numa porção maior. Sim, a receita rendeu 6 desses.

Também pode servir com pão sem glúten (ou com se você puder) e mostarda ou com pão árabe e esse molhinho ou dentro de uma folha de alface. Enfim, é uma delícia de qualquer jeito.

Temperos legais para acrescentar: páprica, orégano, coentro, cebolinha, ervas finas.