Fica, vai ter bolo!


Se tem uma coisa certa para achar na mesa desta casa é bolo, minha mãe ama e nos passou isso. Comecei a comer com café depois de adulta, apesar do hábito também ser dela, virou muito mais eu depois que meu namorado também me passou isso. Essa troca é muito rica, né? Todo mundo sai ganhando, desde que sejam relacionamentos saudáveis.

Bom, o fato é que depois das minhas intolerâncias e também da minha irmã, fiquei com a missão do bolo do fim de semana. Depois de muitos testes, muita coisa no lixo (infelizmente cozinhar tem disso) e muitas lágrimas, consegui fechar alguns sabores. A receita de hoje é de bolo mesclado, mas é facilmente adaptável a muitos outros.

Você pode fazer todo branco, todo de chocolate, com toque de limão, com canela, com especiarias e etc. Como gosto de fazer com tudo que passo aqui, é uma base e sua criatividade te leva para o resto, ok? Duas coisas:

  1. O bolo de laranja geralmente é feito no liquidificador, este você pode fazer só colocando as raspas da fruta e aí fica um leve sabor.
  2. Os de maçã também têm particularidades; assim como de banana (tem receitas de ambos por aqui já)

Vamos lá?

Bolo mesclado

  • 4 ovos
  • 100ml de óleo de girassol ou coco (este deixa gosto residual)
  • 100ml de leite de coco ou amêndoas (quantidade pode ser um pouco menor)
  • 1 xícara de açúcar demerara (se você for formiga, um pouco mais, e se seu açúcar for grosso, bata antes no liquidificador para afinar)
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 xicara de farinha de arroz integral
  • 1 xícara de fécula de batata
  • ½ xícara de farinha de amêndoas
  • 3 colheres de sopa de chocolate em pó 50% (observe o rótulo para ver se tem leite)
  • 1 colher de sopa de fermento
  • ¼ de colher de chá de bicarbonato de sódio

Bata os ovos com açúcar até crescer um pouco, acrescente o óleo e a baunilha e deixe dobrar de tamanho. Aí vamos para o momento alternando: um pouco de farinha, um pouco de leite. As vezes, a depender do tamanho dos ovos, vai menos leite. Lembre-se sempre da consistência de uma massa de bolo normal, se afinar demais desanda. A farinha você usa toda, o leite nem sempre. Coloque o bicarbonato, bata mais um pouco, e por fim o fermento. Derrame metade da massa na assadeira untada e misture o restante com o chocolate. Aí é só derramar por cima da outra e por para assar por 30 minutos aproximadamente, forno a 200 graus (no meu). Faça o teste do palito.

Trocas não possíveis:

  • A farinha de arroz tem de ser integral, ela tem mais proteína e dá sustentação ao bolo. A branca pode deixar seco ou murcho.
  • A mistura de farinhas é essencial num bolo sem glúten; é muito raro receita com apenas um tipo. Faz parte, mas não precisa virar a louca da farinha e comprar um monte de vez.
  • O bicarbonato ajuda na fofurice do bolo. É ele que deixa com esse aspecto de bolo normal.

Entendido? Pode ser que você se atrapalhe no começo, mas com o tempo tudo se ajeita. Qualquer dúvida é só me perguntar, tá?

Ps: você poder por cobertura, eu tenho evitado no dia a dia; mas em datas comemorativas ou quando tiver vontade, por que não? Uma super simples é: leite de amêndoas ou avelã, chocolate em barra meio amargo e um pouco de essência de baunilha. Quanto mais chocolate, mais cremoso; faço tudo no olho, mas no mínimo 100g de choco, tá?