Bacalhau gratinado sem leite. Pode? Ô se pode!


Um belo dia eu era uma moça comum como outra qualquer, comia bacalhau na Páscoa e escolhia qualquer ovo de supermercado. Me dava por satisfeita se ninguém me fizesse o favor de me dar chocolate com amendoim ou qualquer oleaginosa ou frutas secas, enfim, invencionices. Podia ter um biscoito, tipo Bis, sabe? Mas aí, a vida me deu aqueles chacoalhados comuns a seres humanos e tudo mudou.

O tal bacalhau antes feito por uma ex faxineira e depois por mim já não podia mais. Levava creme de leite e todos os laticínios possíveis. Naquela época sequer tinha isso na sessão do zero lactose, eu que me contentasse com o leite de vaca longa vida. Vivi sem essa iguaria gratinada por pouco tempo. No Natal de 2014 tive a brilhante ideia de testar com um molho de castanhas recém descoberto

Meu medo era o resto da família não aprovar, não são nada fáceis os paladares por aqui. Mas, deu super certo! As pessoas nem imaginaram a matéria prima daquilo ali. Haha Só contei depois porque sou dessas. Esse molho é versátil, viu? Funciona para um molhinho de carne, frango, legumes ou grãos (para vegetarianos). Substitui o creme de leite lindamente.

Ai vai, então!

  • 400g em média Bacalhau em lascas dessalgado (servi 3 pessoas e sobrou)
  • 1 cebola cortada fininha
  • 4 a 5 batatas cozidas al dente cortadas em rodelas
  • Azeite (sem dó)
  • 1 xícara de castanhas de caju torradas (deixar de molho 8h a 12h)
  • 1 dente de alho
  • temperos a gosto (pimenta, orégano, ervas, alecrim)

Forre uma travessa com a cebola e azeite. Cozinhe a batata e o bacalhau (deixo só um pouco na panela para desfiar melhor). Por cima das cebolas, coloque as batatas e depois o bacalhau. Agora vamos fazer o molho. Escorra as castanhas e bata no liquidificador com uma xicara de água mineral (não use a do molho), não é pra ficar muito grosso, qualquer coisa coloque mais água. Refogue cebola e um dente de alho no azeite ou ghee e depois coloque no liquidificador também. Tempere e acerte o sal. Vai parecer liquido demais, não tem problema.

Coloque esse liquido na mesma panela do refogado e cozinhe um pouco mexendo. Como o bacalhau vai pro forno, não engrosse muito porque seca mais assando. Jogue em cima do bacalhau e forno por uns 15 a 20 minutos, até dourar, fique de olho. Está pronto!!!

Se for usar para cobrir a comida pronta, deixe engrossar mais, quanto mais no fogo, mais grosso. E se for tipo estrogonofe, termine de cozinhar a carne junto com o molho.

Era pra essa receita sair antes da Páscoa, mas não tinha fotos do prato e bacalhau não está exatamente num preço fácil para fazer duas vezes! Haha Ah, não fica fotogênico, mas tava delícia. E pro namorado, vegetariano, fiz em ramequim sem o bacalhau e com alho frito.